TURISMO EM CAÇAPAVA DO SUL 

IMG_0482.JPG
Pedro do Sol - Parque Natural Municipal Pedra do Segredo

Parque Natural Municipal Pedra do Segredo

A doze quilômetros da cidade de Caçapava do Sul encontra-se o Parque Natural Municipal Pedra do Segredo. O parque oferece para seu grande número de visitantes atividades de visitação a cavernas, montanhismo, rapel, trilhas de diversas dificuldades, áreas de lazer para atividades em família e possuiu em sua estrutura: recepção, banheiros, áreas de camping e relaxamento além de acesso a rede Wi-Fi. Sua composição de rochas formadas há aproximadamente 550 milhões de anos constrói uma vista panorâmica única para explorar de diversos mirantes espalhados pelo parque.

Foto: Rennan Cardoso

Foto: Jack Moreira - Tuna Ecoturismo

Rapel no Parque Natural Municipal Cascata do Salso

Foto: Jack Moreira - Tuna Ecoturismo

Igreja Matriz Nossa Senhora da Assunção

Símbolo de diversas reuniões solenes durante a Revolução Farroupilha, a igreja construída de 1815 a 1935 pelo padre Fidêncio José Ortiz da Silva apresenta em sua arquitetura barroca a herança histórica em Caçapava do Sul. Localizada na praça principal da cidade, oferece um ótimo roteiro histórico e religioso para turistas que visitam a cidade.

Igreja Matriz - Caçapava do Sul

Parque Natural Municipal Cascata do Salso

Um dos pontos de maior visitação em meio a natureza de Caçapava do Sul é a Cascata do Salso, que em 2021 foi reconhecida como Parque Natural Municipal e Unidade de Conservação atribuído ao fragmento de mata atlântica presente no parque, bem como o geossítio pontual localizado próximo ao Arroio do Salso. Houve um período em sua história que a Cascata foi utilizada como uma pequena central hidrelétrica e um passeio entre as ruínas garante uma imersão na época. Além da disponibilidade de trilhas, existe a possibilidade da prática de esportes de aventura, muito diversão e uma belíssima visão contemplativa.

Entrada gratuita.

Universidade Federal do Pampa

Componente do projeto de múltiplos campus no Pampa, a cidade de Caçapava do Sul abriga o campus de ciências da terra e exatas da Universidade Federal do Pampa, fundada em 2008, recebe alunos de todo o Brasil e de outros países, ofertando ensino superior público para seus estudantes e enriquecendo o cenário cultural e econômico da cidade.

Universidade Federal do Pampa - Caçapava do Sul

Forte Dom Pedro II

Caçapava do Sul abriga a única fortificação criada por Dom Pedro II remanescente no estado do Rio Grande do Sul, sua estrutura em alvenaria de pedra com planta hexagonal e muros que variam de 8 a 10 metros de altura, possui uma área interna de 1,9 ha cuja construção iniciada em 1850 foi abandonada, ficando inconclusa em 1856. Em meados do século XIX a Comissão de Limites entre o Brasil e o Uruguai, liderada pelo Marechal Francisco José de Souza Soares D'Andrea, determinou a construção de três fortificações, com o objetivo de consolidar o domínio da Coroa portuguesa na região sul do que se encontrava ameaçado pelas insatisfações de estancieiros ressentidos com a administração provincial e pelo avanço das tropas argentinas, comandadas pelo general Rosas. Uma das fortificações foi construída no Chuí e hoje se encontra em território uruguaio, outra não foi iniciada, seria erguida em Jaguarão e uma terceira, o Forte D. Pedro II, em Caçapava. Iniciou-se a construção do Forte D. Pedro II confiada a José Maria Campos, mas com a derrota de Rosa contudo, cessaram-se as ameaças estrangeiras e as obras foram paralisadas em dezembro de 1856 e posteriormente foram definitivamente abandonadas. Permanecem no local as muralhas monumentais que se destacam na paisagem,  e é local de visitação de moradores e turistas que apreciam o famoso pôr do sol Caçapavano.

Visitação gratuita.

Foto: Juliano Porto

Muros Forte Dom Pedro II - Caçapava do Sul
Foto aérea - hexagono Forte Dom Pedro II

TURISMO NA REGIÃO 

Minas do Camaquã

Á região das Minas de Camaquã iniciou sua história na antiga fazenda de João Dias, tornando-se em 1942 uma vila que surgiu da reunião de trabalhadores contratados por empresas europeias para extrair o minério em sua área. Com sua antiga estrutura preservada, a estadia nas Minas do Camaquã oferece uma experiência tranquila, a comunidade hospitaleira de aproximadamente 600 moradores e suas paisagens de tirar o fôlego, como também oferece uma imersão história de seus monumentos preservados. Passeios incríveis em sua paisagem única e a oferta de atividades como trilhas, esporte de aventura, montanhismo, o peculiar estudo ufológico e áreas de lazer na beira do rio atraem turistas do país inteiro e do mundo.

Visitação as áreas de mineração, bem como o lago azul, estão proibidas.

Minas do Camacuã - Fotografia Guto Oliveira

Foto: Guto Oliveira / Arquivo Pessoal - Site North Face 

Prainha - Minas do Camacuã

Foto: Jack Moreira - Tuna Ecoturismo

5577623_x720.jpg

Fonte: globoplay.globo.com/v/5577623/

Vista Minas do Camacuã - Fotografia Guto Oliveira

Foto: Guto Oliveira / Arquivo Pessoal - Site North Face 

Guaritas

O caminho que dá acesso as Minas do Camaquã inicia na estrada RS 625, localiza-se nas Pedras das Guaritas, ambiente composto por uma infinidade de grandes de monumentos geológicos onde rochas sedimentares estão expostas na planície. Em sua área predomina a atividade pecuarista e oferece um cenário de paisagens indescritíveis com rochas dos mais variados formatos destacando-se no horizonte. A região oferece serviços de hospedagem para os que a visitam possam usufruir de seu belíssimo cenário em atividades como montanhismo, ciclismo, trilhas e também uma imersão gastronômica local.

Guaritas - Caçapava do Sul

Foto: Vinícius Tavares

Guaritas - Caçapava do Sul

Foto: Jack Moreira - Tuna Ecoturismo

Guaritas - Caçapava do Sul

Foto: Jack Moreira - Tuna Ecoturismo

Rincão do Inferno

Foto: Jack Moreira - Tuna Ecoturismo

Rincão do Inferno

Região de paisagem única, o Rincão do Inferno está localizado entre os municípios de Lavras do Sul e Bagé, a aproximadamente 60 quilômetros de distância da cidade de Caçapava do Sul. Local de refúgio para afrodescendentes na diáspora, tornou-se parte do quilombo das Palmas onde ainda residem 40 famílias quilombolas que preservam o patrimônio cultural histórico e natural de toda a região. A área oferece trilhas de vários níveis de dificuldade, vias de escalada e ótimos ambientes para descanso, mas é necessário levar seus próprios equipamentos de camping.

Para visitação entrar em contato: 
53 99969-2270
Sr. Alcíbio e Sra. Onélia